Desejo sexual e apneia do sono, causa e efeito em casais

Desejo sexual e apneia do sono, causa e efeito em casais

Uma das consequências da apneia do sono é a falta de desejo sexual, que nos homens está ligada à disfunção eréctil. Porque é que esta relação ocorre? Falaremos a seguir sobre isso.

Embora ocorra mais nos homens do que nas mulheres, a apneia do sono é um problema que afecta directa ou indirectamente ambos os sexos. Como sabemos, a apneia do sono é um distúrbio que ocorre quando a respiração é interrompida durante o sono. Este estreitamento ou bloqueio das vias aéreas conduzirá a uma sensação de asfixia que nos fará acordar várias vezes durante a noite, impedindo-nos de descansar e de gastar as nossas energias para o dia seguinte.

Consequências da apneia do sono

Muitas das consequências mais comuns já são conhecidas: alterações de humor, dores de cabeça, perda de memória, problemas de urinar, falta de concentração, adormecer enquanto se realizam tarefas que requerem atenção especial, depressão, excesso de peso, tensão arterial elevada, pernas inchadas ou comportamento hiperactivo (especialmente em crianças).

Mas não podemos esquecer outra das consequências: a falta de desejo sexual. Sofrer de apneia do sono não é um problema a ser tomado em silêncio, pois afectará tanto a nossa saúde como a do nosso parceiro. Principalmente porque a pessoa que dorme ao nosso lado também não descansará devidamente, estando num estado de tensão permanente quando vê o seu parceiro a sufocar e a acordar constantemente durante a noite.

Por outro lado, pagaremos pelo nosso cansaço, manifestado em mudanças de humor, com a pessoa que passa mais tempo connosco em casa: o(a) nosso(a) parceiro(a).

Além disso, e é nisto que nos vamos concentrar, esta exaustão impedir-nos-á de desenvolver o nosso desejo sexual.

Estudos realizados pela University of Michigan School of Public Health declaram que depois de observar o sono de 171 mulheres durante 14 dias consecutivos, deduziram que as que tinham descansado melhor tinham mais energia e maior desejo sexual no dia seguinte. Por cada hora extra de descanso, a libido foi aumentada em cerca de 14%. A apneia do sono é realmente negativa, pois o sono REM é vital para que o nosso corpo recupere psicológica, física, emocional e afectivamente. É precisamente no aspecto emocional que entram em jogo mudanças vasculares repentinas, que terão um impacto directo no desejo sexual e na sensibilidade genital.

As perturbações do sono causam grandes alterações metabólicas que afectam os sistemas hormonais, incluindo as hormonas sexuais, bem como substâncias neurotransmissoras como o óxido nítrico e a dopamina. As alterações hormonais nos homens, no aspecto sexual, têm sido mais analisadas ao longo da história, uma vez que dependem fundamentalmente dos níveis de testosterona. A apneia do sono irá afectar os níveis de testosterona plasmática, levando a uma redução na produção de esperma.

Disfunção eréctil e apneia do sono

A disfunção eréctil certamente irá ocorrer, pois se a apneia danificar os nossos ciclos REM, os homens perderão a popularmente conhecida erecção matinal, que é necessária para a saúde e oxigenação dos nossos órgãos genitais.

Por outro lado, o comportamento sexual das mulheres será condicionado por um equilíbrio entre a secreção de estrogénio, progesterona e testosterona. Os dados mostram que entre 42 e 64% dos homens que sofrem de Apneia Obstrutiva do Sono (OSA) são impotentes.

No entanto, tudo tem uma solução. 17 dos 42 homens que sofrem de disfunção eréctil e que utilizaram o dispositivo CPAP (pressão de ar nocturna contínua) viram uma melhoria no seu desempenho sexual e desejo.

Uma última alternativa é a cirurgia, mas primeiro devemos tentar outros remédios, tais como a perda de peso. É importante combater a apneia do sono a tempo, pois a nossa saúde e a do nosso parceiro está em jogo. Um bom descanso é vital para a manutenção de uma função sexual saudável tanto nos homens como nas mulheres.

The following two tabs change content below.

Terapia CPAP Portugal

A Terapia CPAP é composta por uma equipe multidisciplinar de profissionais e colabora com diferentes especialistas em Pneumologia, Otorrinolaringologia, Neurologia, Cardiologia, Odontologia e Endocrinologia dedicados a melhorar a qualidade de vida de pacientes com Apneia Obstrutiva do Sono ou SAHOS (Síndrome da apnéia e hipopnéia obstrutiva do sono)..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.